Gigantopithecus

O Gigantopithecus é o maior primata que já existiu. Ele existiu 300.000 anos atrás. Seus fósseis foram encontrados na China, Índia e Vietnã. Ele é um parente próximo dos macacos. O Gigantopithecus macho tinha cerca de 3 metros de altura e pesava cerca de 540 kg.

The Gigantopithecus is the Biggest Ever Primate
O Gigantopithecus é o maior primata que já existiu

Algumas pessoas ainda acreditam que ele vive em áreas remotas da Ásia até hoje. Estas pessoas o chamam de Yeti ou Ieti. Entretanto, a maioria dos cientistas têm certeza de que o Gigantopithecus foi extinto há muito tempo. As únicas evidências que foram encontradas do Gigantopithecus são dentes e ossos maxilares fossilizados. Seus dentes e ossos fossilizados são frequentemente moídos em pó e utilizados na medicina tradicional chinesa.

Infelizmente nós não podemos ter certeza de como o Gigantopithecus se movia, já que ossos dos quadris ou pernas nunca foram encontrados. Os cientistas acreditam que ele é, na verdade, 2 a 3 vezes mais pesado que os gorilas modernos e quase 5 vezes mais pesado que o orangotango, que é o primata em vida que mais se assemelha a ele. As Gigantopithecus fêmeas adultas tinham a metade do peso dos machos.

Eles viviam em uma floresta de bambus. Seus fósseis foram encontrados juntos com tipos extintos de pandas. Portanto, foi concluído que estes enormes Gigantopithecus eram comedores de plantas. Suas mandíbulas são profundas e muito grossas. Seus dentes e mandíbulas são adequados para moer e mastigar alimentos com fibras resistentes, como o bambu. As cavidades dos seus dentes são semelhantes àquelas encontradas em pandas gigantes. Além de bambu, ele provavelmente comia sementes e frutas também.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *